Projeto Biodiversidade lança um novo programa para transformar a gestão da Reserva Natural da Costa Fragata da Ilha do Sal.

October 15, 2019

To read in English, click here

 

Este mês marca o lançamento oficial do novo programa do Projeto Biodiversidade – uma gestão cooperativa da Reserva Natural da Costa de Fragata, a única região da ilha reconhecida internacionalmente como um hotspot de biodiversidade. Sendo um projeto pioneiro em Sal, esse projeto apoiará uma crescente necessidade crítica de ação e de participação decisiva quanto a regulamentação da área protegida, ao envolver as partes interesadas em todos os níveis e em todos os setores para ativamente proteger os ecossistemas e os recursos da área.

 

Com o apoio do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos, e em estreita colaboração com a equipa das Áreas Protegidas do Sal, esse trabalho de três anos tem como objetivo transformar a maneira na qual as áreas protegidas de Sal são reconhecidas e gestionadas, envolvendo uma grande gama de partes interessadas através dos diferentes estágios do desenvolvimento do projeto.

"Uma parte fundamental deste projeto é atender a importantes necessidades ambientais através do processo de participação da comunidade", disse Berta Renom, diretora de Projeto de Biodiversidade. Ao unir diversos setores em torno de uma causa comum, podemos garantir que a vida selvagem e o habitat na reserva possam prosperar a longo prazo. " 

Essa ação incluirá oficinas de treinamento abrangentes para as autoridades locais, bem como uma contínua divulgação e sensibilização das principais partes envolvidas sobre os objetivos gerais, e também desenvolvimento de novos protocolos sobre a área protegida designada.

 

 

Uma área que se extende por cerca de 5 km, a Reserva Natural da Costa de Fragata é lar de uma grande variedade de flora e fauna, e é local primário de desova da população ameaçada de tartaruga-cabeçuda da ilha. O fundo do mar, rico em corais e peixes, representa uma área de alimentação fundamental para as tartarugas marinhas verde e de pente, além de ser um local importante de reprodução do tubarão-limão do tubarão-enfermeiro e do ameaçado tubarão-martelo. Um dos principais objetivos do projeto é determinar a biodiversidade da área para melhor entender o escopo da diversidade de espécies da área.

Ao longo dos dez últimos anos, um desenvolvimento não regulamentado da costa dentro dos limites da área protegida deixou o ecossitema sob ameaça. O programa tem como objetivo mudar isso. 

Além dos esforços contínuos de engajamento da comunidade, este novo programa fornecerá apoio e capacitação para pescadores e guias locais, e outros impactados pelas novas políticas de gestão, incluindo o programa dos Guardiões do Mar, uma iniciativa implementada já na Ilha do Maio pela Fundação Maio Biodiversiade e que será adaptada à Ilha do Sal, a qual aproveita o conhecimento local dos pescadores para apoiar os esforços de monitoramento da áreas costeiras dentro das áreas marinhas protegidas.

 

O Projeto Biodiversidade, junto das Áreas Protegidas do Sal, já começou a implementação da primeira fase do projeto, a qual visa compartilhar o novo plano com as partes interessadas locais e internacionais. A segunda fase, a qual terá como foco aumentar a conscientização sobre os novos parâmetros da área, tem previsão de iniciar no começo de 2020.

Please reload

July 29, 2015

June 29, 2015

June 28, 2015

Please reload

Other Posts
  • Facebook Classic
  • instagram.png
  • Twitter Classic
  • YouTube Social  Icon
RSS Feed